A formação de qualidade é um dos pilares da AMARA. Começou em 2004 com a necessidade de preparar os seus voluntários. Desde então foi alargado o leque de formação oferecido para responder às necessidades dos profissionais de saúde e ao crescente interesse do público em geral.

Cursos e Workshops

(abertos ao público)

Vida e Morte – a mesma preparação

Esta intervenção é um espaço de desenvolvimento pessoal e de reflexão, onde os participantes podem tomar consciência dos seus receios perante a vida e a morte, encontrando formas de viver com mais plenitude e consequentemente, encarar o fim da vida de forma mais natural e com menos ansiedade.

Aborda também a teoria e a prática da relação de ajuda com pessoas com uma doença avançada e as suas famílias. Abrange temas como: o mal-estar do cuidador; o acompanhamento psico-existencial e espiritual do doente e a sua família, e a prática da escuta ativa.

 

Ler mais aqui.

Escuta Activa

A Escuta Ativa é uma arte que enriquece as relações entre pessoas, tanto na vida profissional como privada. É útil para profissionais de saúde e voluntários, mas igualmente importante para outras áreas, tais como o ensino, o jornalismo, os recursos humanos.

Ouvir ativamente é um processo que envolve ouvir com todos os nossos sentidos e responder de forma a que o outro se sinta compreendido.

 

Ler mais aqui.

Próximas datas

Fev
23
Sex
Workshop Educação para a Morte Ilha Terceira
Fev 23@19:00_23:00
Mar
1
Qui
Formação Conforto e Segurança
Mar 1@14:30_23:00
Formação Conforto e Segurança

Formação Conforto e Segurança

É voluntário da Amara, ou é cuidador informal ?
Venha aprender a proporcionar conforto a quem está na última fase da sua vida…
Acompanhar uma pessoa em final de vida como acompanhar a respectiva família não deverá ser um drama, uma tristeza infindável, uma agonia, mas um momento de grande aprendizagem para todos.  É muito importante ver o que está para além de um corpo que chegou ao termino da sua trajetória de vida. Deverá ser um momento de paz, de harmonia e de missão cumprida.

Destinatários
Voluntários da Amara. Cuidadores informais. Pessoa que desejem aprender a cuidar do outro de forma mais prática.
Preço
Gratuito voluntários da Amara. Inscrição obrigatória.
30€ para outros
Local
Lar de São Francisco
Rua São Filipe Nery 78, Lisboa (ao Rato)
Formadora
Maria de Jesus Costa
Responsável pela formação e elaboração do programa. Especialista em Gerontologia, e em Cuidados de Saúde Primários, Mestre em Ciências da Educação, detentora do CCP – Certificado de Competências Pedagógicas.
Inscrições
https://goo.gl/forms/pB8FGcZy94bCnXr43
Informações
formacao@amara.ptwww.amara.pt962 730 796

Mar
2
Sex
Formação Conforto e Segurança
Mar 2@14:30_23:00
Formação Conforto e Segurança

Formação Conforto e Segurança

É voluntário da Amara, ou é cuidador informal ?
Venha aprender a proporcionar conforto a quem está na última fase da sua vida…
Acompanhar uma pessoa em final de vida como acompanhar a respectiva família não deverá ser um drama, uma tristeza infindável, uma agonia, mas um momento de grande aprendizagem para todos.  É muito importante ver o que está para além de um corpo que chegou ao termino da sua trajetória de vida. Deverá ser um momento de paz, de harmonia e de missão cumprida.

Destinatários
Voluntários da Amara. Cuidadores informais. Pessoa que desejem aprender a cuidar do outro de forma mais prática.
Preço
Gratuito voluntários da Amara. Inscrição obrigatória.
30€ para outros
Local
Lar de São Francisco
Rua São Filipe Nery 78, Lisboa (ao Rato)
Formadora
Maria de Jesus Costa
Responsável pela formação e elaboração do programa. Especialista em Gerontologia, e em Cuidados de Saúde Primários, Mestre em Ciências da Educação, detentora do CCP – Certificado de Competências Pedagógicas.
Inscrições
https://goo.gl/forms/pB8FGcZy94bCnXr43
Informações
formacao@amara.ptwww.amara.pt962 730 796

Mar
3
Sáb
Formação Abraçar a Vida Aceitando a Morte @ Hotel Lisboa Plaza
Mar 3@09:30_17:00

Abraçar a Vida Aceitando a Morte

 

“O grande problema não é saber o que se vai passar depois da morte,

é saber se há vida ANTES da morte” (Pierre Rabhi)

 

Enfrentar a nossa Morte pode ser um dos momentos mais significativos da nossa Vida.

 

Esta intervenção é um espaço de desenvolvimento pessoal e de reflexão, onde os participantes podem tomar consciência dos seus receios perante a vida e a morte, encontrando formas de viver com mais plenitude e consequentemente, encarar o fim da vida de forma mais natural e com menos ansiedade.

Aborda também a teoria e a prática da relação de ajuda com pessoas com uma doença avançada e as suas famílias. Abrange temas como: o mal-estar do cuidador; o acompanhamento psico-existencial e espiritual do doente e a sua família, e a prática da escuta ativa.

É destinado a qualquer pessoa que deseja refletir sobre assuntos existenciais da vida, e a profissionais de saúde e voluntários que trabalham nas áreas de cuidados paliativos, continuados, ou outras situações em que são regularmente confrontados com a morte e o sofrimento. Irão beneficiar de suporte emocional e treino de competências na área da relação de ajuda, a fim de evitar o esgotamento e melhorar a sua capacidade de dar um apoio emocional e espiritual às pessoas que cuidam.

Este curso foi alvo duma investigação científica a nível de doutoramento de Carol Gouveia Melo ao abrigo duma bolsa concedida pela Fundação Calouste Gulbenkian e da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, que validou a sua importância para profissionais de saúde.

A formação consiste em exposições teóricas com debate em grupo, psicodrama, exercícios práticos de desenvolvimento pessoal e de escuta ativa.

 

Destinatários

Pessoas que desejam conhecer-se melhor; cuidadores de pessoas com doença avançada; profissionais de saúde; voluntários.

 

Duração

34h + 8h para futuros voluntários

Preço

250 €

20% desconto para sócios

15% sócios ACP

10% desconto para estudantes

Condições de pagamento: 

20% na inscrição (reserva de lugar)
80% antes do início do curso
contate-nos para condições especiais

 

 

 

Formadores

  • Carol Gouveia e Melo PhD, pós-graduada em relação de ajuda segundo a Abordagem Centrada
  • Cláudia Farinha, pós-graduada em relação de ajuda segundo a Abordagem Centrada na Pessoa

 

Informações

formacao@amara.pt 

www.amara.pt

962 730 796

Inscrição: https://goo.gl/forms/kYCLkKsGOXGPvSNB2

 

Formação de base obrigatória para ser voluntário da AMARA

Mar
4
Dom
Formação Abraçar a Vida Aceitando a Morte @ Hotel Lisboa Plaza
Mar 4@09:30_17:00

Abraçar a Vida Aceitando a Morte

 

“O grande problema não é saber o que se vai passar depois da morte,

é saber se há vida ANTES da morte” (Pierre Rabhi)

 

Enfrentar a nossa Morte pode ser um dos momentos mais significativos da nossa Vida.

 

Esta intervenção é um espaço de desenvolvimento pessoal e de reflexão, onde os participantes podem tomar consciência dos seus receios perante a vida e a morte, encontrando formas de viver com mais plenitude e consequentemente, encarar o fim da vida de forma mais natural e com menos ansiedade.

Aborda também a teoria e a prática da relação de ajuda com pessoas com uma doença avançada e as suas famílias. Abrange temas como: o mal-estar do cuidador; o acompanhamento psico-existencial e espiritual do doente e a sua família, e a prática da escuta ativa.

É destinado a qualquer pessoa que deseja refletir sobre assuntos existenciais da vida, e a profissionais de saúde e voluntários que trabalham nas áreas de cuidados paliativos, continuados, ou outras situações em que são regularmente confrontados com a morte e o sofrimento. Irão beneficiar de suporte emocional e treino de competências na área da relação de ajuda, a fim de evitar o esgotamento e melhorar a sua capacidade de dar um apoio emocional e espiritual às pessoas que cuidam.

Este curso foi alvo duma investigação científica a nível de doutoramento de Carol Gouveia Melo ao abrigo duma bolsa concedida pela Fundação Calouste Gulbenkian e da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, que validou a sua importância para profissionais de saúde.

A formação consiste em exposições teóricas com debate em grupo, psicodrama, exercícios práticos de desenvolvimento pessoal e de escuta ativa.

 

Destinatários

Pessoas que desejam conhecer-se melhor; cuidadores de pessoas com doença avançada; profissionais de saúde; voluntários.

 

Duração

34h + 8h para futuros voluntários

Preço

250 €

20% desconto para sócios

15% sócios ACP

10% desconto para estudantes

Condições de pagamento: 

20% na inscrição (reserva de lugar)
80% antes do início do curso
contate-nos para condições especiais

 

 

 

Formadores

  • Carol Gouveia e Melo PhD, pós-graduada em relação de ajuda segundo a Abordagem Centrada
  • Cláudia Farinha, pós-graduada em relação de ajuda segundo a Abordagem Centrada na Pessoa

 

Informações

formacao@amara.pt 

www.amara.pt

962 730 796

Inscrição: https://goo.gl/forms/kYCLkKsGOXGPvSNB2

 

Formação de base obrigatória para ser voluntário da AMARA

Mar
10
Sáb
Formação Abraçar a Vida Aceitando a Morte @ Hotel Lisboa Plaza
Mar 10@09:30_17:00

Abraçar a Vida Aceitando a Morte

 

“O grande problema não é saber o que se vai passar depois da morte,

é saber se há vida ANTES da morte” (Pierre Rabhi)

 

Enfrentar a nossa Morte pode ser um dos momentos mais significativos da nossa Vida.

 

Esta intervenção é um espaço de desenvolvimento pessoal e de reflexão, onde os participantes podem tomar consciência dos seus receios perante a vida e a morte, encontrando formas de viver com mais plenitude e consequentemente, encarar o fim da vida de forma mais natural e com menos ansiedade.

Aborda também a teoria e a prática da relação de ajuda com pessoas com uma doença avançada e as suas famílias. Abrange temas como: o mal-estar do cuidador; o acompanhamento psico-existencial e espiritual do doente e a sua família, e a prática da escuta ativa.

É destinado a qualquer pessoa que deseja refletir sobre assuntos existenciais da vida, e a profissionais de saúde e voluntários que trabalham nas áreas de cuidados paliativos, continuados, ou outras situações em que são regularmente confrontados com a morte e o sofrimento. Irão beneficiar de suporte emocional e treino de competências na área da relação de ajuda, a fim de evitar o esgotamento e melhorar a sua capacidade de dar um apoio emocional e espiritual às pessoas que cuidam.

Este curso foi alvo duma investigação científica a nível de doutoramento de Carol Gouveia Melo ao abrigo duma bolsa concedida pela Fundação Calouste Gulbenkian e da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, que validou a sua importância para profissionais de saúde.

A formação consiste em exposições teóricas com debate em grupo, psicodrama, exercícios práticos de desenvolvimento pessoal e de escuta ativa.

 

Destinatários

Pessoas que desejam conhecer-se melhor; cuidadores de pessoas com doença avançada; profissionais de saúde; voluntários.

 

Duração

34h + 8h para futuros voluntários

Preço

250 €

20% desconto para sócios

15% sócios ACP

10% desconto para estudantes

Condições de pagamento: 

20% na inscrição (reserva de lugar)
80% antes do início do curso
contate-nos para condições especiais

 

 

 

Formadores

  • Carol Gouveia e Melo PhD, pós-graduada em relação de ajuda segundo a Abordagem Centrada
  • Cláudia Farinha, pós-graduada em relação de ajuda segundo a Abordagem Centrada na Pessoa

 

Informações

formacao@amara.pt 

www.amara.pt

962 730 796

Inscrição: https://goo.gl/forms/kYCLkKsGOXGPvSNB2

 

Formação de base obrigatória para ser voluntário da AMARA

Mar
11
Dom
Formação Abraçar a Vida Aceitando a Morte @ Hotel Lisboa Plaza
Mar 11@09:30_17:00

Abraçar a Vida Aceitando a Morte

 

“O grande problema não é saber o que se vai passar depois da morte,

é saber se há vida ANTES da morte” (Pierre Rabhi)

 

Enfrentar a nossa Morte pode ser um dos momentos mais significativos da nossa Vida.

 

Esta intervenção é um espaço de desenvolvimento pessoal e de reflexão, onde os participantes podem tomar consciência dos seus receios perante a vida e a morte, encontrando formas de viver com mais plenitude e consequentemente, encarar o fim da vida de forma mais natural e com menos ansiedade.

Aborda também a teoria e a prática da relação de ajuda com pessoas com uma doença avançada e as suas famílias. Abrange temas como: o mal-estar do cuidador; o acompanhamento psico-existencial e espiritual do doente e a sua família, e a prática da escuta ativa.

É destinado a qualquer pessoa que deseja refletir sobre assuntos existenciais da vida, e a profissionais de saúde e voluntários que trabalham nas áreas de cuidados paliativos, continuados, ou outras situações em que são regularmente confrontados com a morte e o sofrimento. Irão beneficiar de suporte emocional e treino de competências na área da relação de ajuda, a fim de evitar o esgotamento e melhorar a sua capacidade de dar um apoio emocional e espiritual às pessoas que cuidam.

Este curso foi alvo duma investigação científica a nível de doutoramento de Carol Gouveia Melo ao abrigo duma bolsa concedida pela Fundação Calouste Gulbenkian e da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, que validou a sua importância para profissionais de saúde.

A formação consiste em exposições teóricas com debate em grupo, psicodrama, exercícios práticos de desenvolvimento pessoal e de escuta ativa.

 

Destinatários

Pessoas que desejam conhecer-se melhor; cuidadores de pessoas com doença avançada; profissionais de saúde; voluntários.

 

Duração

34h + 8h para futuros voluntários

Preço

250 €

20% desconto para sócios

15% sócios ACP

10% desconto para estudantes

Condições de pagamento: 

20% na inscrição (reserva de lugar)
80% antes do início do curso
contate-nos para condições especiais

 

 

 

Formadores

  • Carol Gouveia e Melo PhD, pós-graduada em relação de ajuda segundo a Abordagem Centrada
  • Cláudia Farinha, pós-graduada em relação de ajuda segundo a Abordagem Centrada na Pessoa

 

Informações

formacao@amara.pt 

www.amara.pt

962 730 796

Inscrição: https://goo.gl/forms/kYCLkKsGOXGPvSNB2

 

Formação de base obrigatória para ser voluntário da AMARA

Mar
17
Sáb
Escuta Activa #5 @ Hotel Lisboa Plaza
Mar 17@09:30_18:30

FORMAÇÃO EM ESCUTA ACTIVA

A escuta activa é uma arte que enriquece as relações entre pessoas, tanto na vida profissional como particular. É particularmente útil para profissionais de saúde e voluntários, mas igualmente importante para outras áreas, tais como o ensino, o jornalismo, recursos humanos, e relação de ajuda pastoral.

Saber ouvir tráz vários  benefícios, assim como:

  • Identificar e lidar com sentimentos;
  • Compreender o sentido da sua vida;
  • Encontrar formas de gerir os seus problemas;
  • Maior responsabilização pela sua vida e suas escolhas;
  • Promover uma relação mais chegada e significativa com os outros;
  • Promover uma relação de confiança na relação de ajuda;
  • Desenvolver um sentido de si próprio e dos outros, mais saudável;
  • Aprofundar o auto-conhecimento/desenvolvimento de si próprio;

 

Ouvir é um processo que envolve “Ouvir Ativamente” o que a outra pessoa está a comunicar. Numa relação de ajuda é importante que o facilitador desenvolva ‘certas‘ qualidades pessoais e profissionais, como meios necessários à escuta ativa. No entanto capacidade de ouvir ativamente pode ser afectada por factores pessoais, sociais, fisiológicos e de personalidade. Nesse sentido, a formação consiste em duas componentes envolvendo uma parte de desenvolvimento humano e uma experiência prática do que é ser escutado, assim como uma parte de discussão teórica em grupo e prática da escuta activa.

O fundamento teórico desta formação é baseado numa filosofia humanista, mais particularmente, a Abordagem Centrada na Pessoa, de Carl Rogers.

 

Objetivos da Formação

A formação da Escuta Ativa   tem como objetivo, proporcionar ao formando um ambiente de aprendizagem, de apoio e compreenção, para que ele possa desenvolver as  capacidades  pesssoais e profissionais necessárias  para a Escuta Ativa. Os formandos terão uma preparação básica, tanto a nível  emocional, como prática para escutar o outro, no âmbito duma relação de ajuda, segundo a Abordagem Centrada na Pessoa.

Estarão aptos a:

  • Integrar os principios básicos da Abordagem Centrada na Pessoa, na sua forma de “estar” com o outro, através de estudo pessoal, dinâmica de grupo e prática de entrevistas ;
  • Desenvolver de forma contínua a qualidade fundamental de empatia, experiênciando e incorporarando o seu lado afetivo , nas dinâmicas da Escuta ativa;
  • Compreender a necessidade de manter uma atitude de aceitação positiva para com o outro, através de um trabalho contínuo de auto-reflexão e consciencialização;
  • Comunicar de forma genuina, permitindo que o seu Eu seja uma  partilha de  ‘humanidade’ na relação como o outro;
  • Refletir sobre o seu próprio desempenho, através de gupos de encontro ou supervisão permitindo a melhoria contínua do seu trabalho.

.

Métodos pedagógicos:

Expositivo: Exposição teórica da matéria com PowerPoint e flipchart para síntese e partilha de informações e experiências;

 

Interrogativo: Utilização de debate e colocação de questões para enriquecer a aprendizagem teórica;

 

Activo: Exercícios em grupo para estimular o auto-conhecimento e Exercícios práticos de escuta activa.

 

Realização da Formação

  • Frequência: 10 sessões de 7,5 horas cada ao longo de 10 meses
  • Horário: 9.30 às 18.30 – um Sábado por mês
  • Certificado de formação: é fornecido certificado a cada formando que assista a 80% da formação.
  • Local: Hotel Lisboa Plaza, Lisboa
  • Entidade Formadora: AMARA

Formadores

  • Carol Gouveia e Melo PhD, pós-graduada em relação de ajuda segundo a Abordagem Centrada na Pessoa

 

DESCONTOS

10% para estudantes

15% para sócios ACP

20% para sócios da Amara

Inscrições aqui: Formulário

Abr
12
Qui
Workshop Educação para a Morte | Lisboa
Abr 12@18:00_22:00
Abr
21
Sáb
Escuta Activa #5 @ Hotel Lisboa Plaza
Abr 21@09:30_18:30

FORMAÇÃO EM ESCUTA ACTIVA

A escuta activa é uma arte que enriquece as relações entre pessoas, tanto na vida profissional como particular. É particularmente útil para profissionais de saúde e voluntários, mas igualmente importante para outras áreas, tais como o ensino, o jornalismo, recursos humanos, e relação de ajuda pastoral.

Saber ouvir tráz vários  benefícios, assim como:

  • Identificar e lidar com sentimentos;
  • Compreender o sentido da sua vida;
  • Encontrar formas de gerir os seus problemas;
  • Maior responsabilização pela sua vida e suas escolhas;
  • Promover uma relação mais chegada e significativa com os outros;
  • Promover uma relação de confiança na relação de ajuda;
  • Desenvolver um sentido de si próprio e dos outros, mais saudável;
  • Aprofundar o auto-conhecimento/desenvolvimento de si próprio;

 

Ouvir é um processo que envolve “Ouvir Ativamente” o que a outra pessoa está a comunicar. Numa relação de ajuda é importante que o facilitador desenvolva ‘certas‘ qualidades pessoais e profissionais, como meios necessários à escuta ativa. No entanto capacidade de ouvir ativamente pode ser afectada por factores pessoais, sociais, fisiológicos e de personalidade. Nesse sentido, a formação consiste em duas componentes envolvendo uma parte de desenvolvimento humano e uma experiência prática do que é ser escutado, assim como uma parte de discussão teórica em grupo e prática da escuta activa.

O fundamento teórico desta formação é baseado numa filosofia humanista, mais particularmente, a Abordagem Centrada na Pessoa, de Carl Rogers.

 

Objetivos da Formação

A formação da Escuta Ativa   tem como objetivo, proporcionar ao formando um ambiente de aprendizagem, de apoio e compreenção, para que ele possa desenvolver as  capacidades  pesssoais e profissionais necessárias  para a Escuta Ativa. Os formandos terão uma preparação básica, tanto a nível  emocional, como prática para escutar o outro, no âmbito duma relação de ajuda, segundo a Abordagem Centrada na Pessoa.

Estarão aptos a:

  • Integrar os principios básicos da Abordagem Centrada na Pessoa, na sua forma de “estar” com o outro, através de estudo pessoal, dinâmica de grupo e prática de entrevistas ;
  • Desenvolver de forma contínua a qualidade fundamental de empatia, experiênciando e incorporarando o seu lado afetivo , nas dinâmicas da Escuta ativa;
  • Compreender a necessidade de manter uma atitude de aceitação positiva para com o outro, através de um trabalho contínuo de auto-reflexão e consciencialização;
  • Comunicar de forma genuina, permitindo que o seu Eu seja uma  partilha de  ‘humanidade’ na relação como o outro;
  • Refletir sobre o seu próprio desempenho, através de gupos de encontro ou supervisão permitindo a melhoria contínua do seu trabalho.

.

Métodos pedagógicos:

Expositivo: Exposição teórica da matéria com PowerPoint e flipchart para síntese e partilha de informações e experiências;

 

Interrogativo: Utilização de debate e colocação de questões para enriquecer a aprendizagem teórica;

 

Activo: Exercícios em grupo para estimular o auto-conhecimento e Exercícios práticos de escuta activa.

 

Realização da Formação

  • Frequência: 10 sessões de 7,5 horas cada ao longo de 10 meses
  • Horário: 9.30 às 18.30 – um Sábado por mês
  • Certificado de formação: é fornecido certificado a cada formando que assista a 80% da formação.
  • Local: Hotel Lisboa Plaza, Lisboa
  • Entidade Formadora: AMARA

Formadores

  • Carol Gouveia e Melo PhD, pós-graduada em relação de ajuda segundo a Abordagem Centrada na Pessoa

 

DESCONTOS

10% para estudantes

15% para sócios ACP

20% para sócios da Amara

Inscrições aqui: Formulário

Mais informações? Pergunte-nos!

O seu nome

O seu email

O seu contacto telefónico

Nome do Evento

Comentários e Questões