Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade e o uso de cookies ACEITAR

Educação para a Morte

 
Os períodos antes e depois do fim de uma vida são momentos especialmente intensos quer para a pessoa que parte, quer para quem fica. Entender esta fase da vida de um ponto de vista humano é essencial para poder lidar com naturalidade, dignidade, e carinho com a pessoa que está a partir e apoiá-la para que a sua vivência desta transição seja o mais pacífica possível e facilitadora do encontro de um sentido vital.

Objetivos:

Sensibilizar sobre a morte a profissionais e voluntários do setor social, assim como a particulares interessados na matéria
Dignificar e “normalizar” esta etapa de fim de vida
Entender as vivências e necessidades das pessoas em final de vida assim como dos cuidadores formais e informais
Obter ferramentas para dar um trato digno e humano a pessoas em fim-de-vida, em termos de acompanhamento humano
Compreender o que é um processo de luto
Tomar consciência de que entender a morte é entender a vida, potenciando o questionamento de valores pessoais e coletivos.

Destinatários: Público em geral, profissionais e voluntários das áreas da saúde, cuidadores informais.

Metodologia: Apresentação teórica e partilhas

Nº de participantes: mínimo de 8 e máximo de 20 pessoas

Duração: 4h

Programa
A necessidade da educação para a morte.
Fases perante a morte: o modelo de Elizabeth Kübler-Ross.
Necessidades das pessoas em fim de vida.
Vivências dos cuidadores formais e informais.
Atitudes humanas a promover nesta fase.
Os cuidados paliativos.
Fases e vivências no luto.
O luto complicado.
Atitudes de apoio a pessoas em luto.

Formador: Mário Madrigal